O mundo de Vitória – Lição 1: Sonhar

Vitória é uma menina de dez anos que vive em uma cidade do interior de São Paulo, chamada Sorocaba. Seus pais trabalham o dia todo e por isso ela passa a manhã na escola e três vezes por semana tem atividades à tarde, quando não está na aula de música ou natação, ela passa a tarde toda em casa com seu irmão mais velho chamado Guilherme.

Muito inteligente Vitória gosta muito de ler e por isso quando sai na rua presta atenção em todos os anúncios e propagandas que lhe chamam atenção. Certo dia ela ia para a aula de natação acompanhada por seu irmão e se deparou com uma propaganda gigante de um prédio que estavam construindo perto de sua escola:

“Pare de sonhar acordado e venha morar neste lindo condomínio!”

Sem entender o que aquela frase, Vitória disse:

– Gui, ali na placa está escrito “Pare de sonhar acordado”, mas eu não entendi, como assim sonhar acordado, achei que a gente sonhava só quando dormia!

Guilherme achou curiosa a pergunta e depois de pensar alguns segundos explicou à sua irmã:

– Você tem razão Vitória, sonhamos sim quando estamos dormindo, mas é apenas um tipo de sonho. Você sabia que existem dois tipos de sonhos?

– Não sabia não Gui, você me explica?

– Mas é claro, vamos lá. O primeiro tipo de sonho é o que todos nós conhecemos, são aquelas imagens que temos a sensação de ver quando estamos dormindo e normalmente não conseguimos escolher o que vemos.

– É verdade, eu já tentei dormir pensando em alguma coisa para sonhar com ela, mas eu nunca lembro se eu sonhei mesmo.

– Pois é, esses sonhos muitas vezes fogem do nosso controle, embora sejam muito importantes para estimular a nossa criatividade e muitas vezes nos fazem repensar sobre a nossa vida.

– Nós não podemos escolher não ter pesadelos também, né?

– Infelizmente não, caso contrário, acho que todos gostariam de ter só bons sonhos, não é mesmo? Mas voltando aos sonhos, o segundo tipo de sonho, que as pessoas dizem que sonhamos acordado, é quando queremos muito muito alguma coisa, quando parece que a vida só tem graça essa coisa acontece e para isso fazemos tudo que é possível para conquistar. É isso que chamamos de sonho, algo muito importante para nós.

– Acho que entendi, então posso dizer que o meu grande sonho é ter um cachorro!

– Mais ou menos Vitória, há uma pequena diferença entre sonho e desejo. No seu caso, você deseja ter um cachorro e não sonha ter um. A diferença entre sonho e desejo é simples, tudo o que desejamos podemos comprar, pegar, é algo concreto. Já o sonho muitas vezes não tem como comprar nem ganhar, é preciso que contar com o apoio de outras pessoas e é algo que te estimule a sempre buscar mais. Vou te dar dois exemplos:

“O primeiro exemplo é de um homem chamado Augusto Cury”

– Acho que eu já vi você lendo um livro dele – disse Vitória

“Um de seus desejos era ter uma bela casa para sua família morar. Mas o grande sonho dele é entender como funciona o pensamento das pessoas, contribuir para explicar os segredos da mente humana”.

“O segundo exemplo é o meu, tenho o desejo de ter um carro bem bonito e uma casa na praia. Já o meu grande sonho é que todos os jovens do Brasil tenham a oportunidade de estudar em boas escolas e encontrarem seus verdadeiros sonhos”.

– Ah, acho que agora eu entendi! Então quer dizer que eu desejo ter um cachorro e então, acho que o meu sonho é que todas as crianças pobres possam estudar, ter uma casa pra morar e ter o que comer.

– É isso mesmo Vitória! Você aprendeu rápido, e posso dizer que você tem um sonho muito bonito e muito nobre, espero que você nunca desista desse sonho e lute muito por ele!

– Fico com tanta pena dessas crianças, quando vejo uma menina ou um menino mexendo no lixo pra procurar comida me dá vontade de chorar!

– Te entendo Vitória, e é por isso que os sonhos são importantes na vida das pessoas, porque são eles que nos dão força para lutar até o último dia de nossas vidas por uma vida melhor, ou seja qual outro sonhos que uma certa pessoa tenha, afinal cada um de nós tem um sonho e devemos saber respeitar cada um deles.

– É verdade. Uma vez vi um menino de rua na televisão que disse que o maior sonho dele era ser jogador de futebol para poder dar uma vida melhor para a mãe dele e quem sabe reencontrar o pai dele.

– Pois é Vitória, muitas crianças hoje não têm uma família para oferecer carinho, mas pra terminar nossa conversa, já que chegamos na natação, além de sonhar é muito importante que a gente tenha atitude e faça realmente tudo para alcançar nossos sonhos. Agora me dá um beijo aqui e corre lá pra sua aula, cuidado para abrir a porta do carro. Ah, pense no que a gente conversou hoje!

Hoje Vitória aprendeu mais uma lição, a importância do sonho na vida das pessoas e a necessidade de termos atitude para alcançar nossos sonhos.

Até a próxima.

Anúncios
Publicado em O mundo de Vitória. Comentários desativados em O mundo de Vitória – Lição 1: Sonhar
%d blogueiros gostam disto: